Inovação a serviço do cliente

Com soluções ágeis e customizadas, as fintechs avançam no mercado brasileiro. As startups financeiras têm o potencial de impactar diversos segmentos da economia, de forma independente ou ao lado de bancos tradicionais.

Os progressos da transformação digital dos últimos anos permitiram que as fintechs deixassem de ser prestadoras de serviços de nicho para se tornarem competidoras relevantes, para além do mercado financeiro. Como exemplo, a Associação Brasileira de Fintechs (ABFintech) foi criada há dois anos, com 50 empresas. No final de 2017, o número de associados chegou a 320. Esse crescimento de 640% é um dos indicadores do dinamismo nacional das fintechs.


Um estudo recente publicado pela Deloitte, “Beyond Fintech: A pragmatic assessment of disruptive potential in financial services”, traça um panorama das perspectivas e dos relacionamentos das fintechs com as estruturas clássicas do setor financeiro. O levantamento mostra que o investimento global nas startups seguiu em ascensão em 2017 e que as áreas de atuação das novas empresas se multiplicaram. Antes concentradas em serviços bancários intermediados por tecnologias digitais, as fintechs trabalham agora com operações de seguros, financiamento e desenvolvimento imobiliário. O relatório evidencia também as possibilidades crescentes de sinergia entre as instituições já estabelecidas e os novos competidores, em um cenário sujeito a rápidas evoluções.

"As fintechs trouxeram uma nova dinâmica ao setor financeiro, com base na inovação e na transformação digital dos negócios."

Sergio Biagini, sócio da área de Consultoria da Deloitte e especialista na indústria de Serviços Financeiros

“As startups financeiras possuem uma cultura diferente dos incumbentes; são leves, mais ágeis e fortemente focadas na entrega de valor ao negócio e ao cliente final. Elas continuam a prosperar e aproveitam nichos de mercado, ou lacunas na jornada do cliente, em que a experiência é insatisfatória”, explica Biagini. Exemplos não faltam.


Criado em 2014, o GuiaBolso oferece ferramentas de controle financeiro e uma plataforma pioneira de crédito integralmente online, acessíveis via aplicativos para dispositivos móveis. Em três anos, a empresa obteve três milhões de usuários ao apostar na transparência no relacionamento e nas funcionalidades disponibilizadas à clientela. “O consumidor paga taxas de juros elevadas e, de maneira geral, não recebe serviços com uma qualidade equivalente. As fintechs detectam as dificuldades do mercado e trazem mais eficiência para certos segmentos”, afirma Thiago Alvarez, CEO do GuiaBolso.

Matéria completa no link: Clique aqui.

Posts em destaque
Últimas publicações
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle